CLUSTERS TECNOLÓGICOS EMERGENTES

O projeto "Clusters Tecnológicos Emergentes em Portugal", foi um projeto desenvolvido pela BICS - associação da qual o Tagusvalley é integrante, no decorrer do ano de 2013. Teve como objetivo conferir visibilidade a setores especializados de elevado teor tecnológico no território nacional, por forma a potenciar o seu crescimento, através do acesso ao mercado global e à realização de parcerias a nível nacional e internacional numa perspetiva de inovação aberta.

Sendo orientações fundamentais dos BIC portugueses a sua ação permanente de promoção do desenvolvimento e da competitividade das empresas e organizações das regiões, o objetivo deste projeto foi o de obter uma nova visão do empreendedorismo, cada vez mais assente no conhecimento, inovação, tecnologia e capacidade de intervenção no mercado e assumir uma estratégia profissional e responsável na promoção do espírito empreendedor. 

Os sectores, que incluiram 4 áreas estratégicas: Nanotecnologia, Clean Tech, Digital Media e Biotecnologia, foram identificados com base nas dinâmicas coletivas geradas nos diferentes domínios à escala nacional e para as quais os BIC —Centros de Empresas e Inovação, revelam particular competência e apetência para intervenção. Foi assim possível a partilha ativa de know-how/transferência de tecnologia, recursos humanos altamente qualificados e produtivos, e dada possibilidade às start-ups de se capacitarem para o fortalecimento de um tecido económico especializado.
Assim, considerando os novos paradigmas conjunturais, o projeto “Promoção e Dinamização de Clusters Tecnológicos Emergentes”, apoiado pelo COMPETE no âmbito das Ações Coletivas, pretendeu alicerçar e impulsionar uma rápida reconversão da estrutura económica, pelo envolvimento dos principais agentes nas áreas estratégicas referidas.

Foram desenvolvidas um conjunto de atividades – worshops, estudos sectoriais, portal web – para o impulsionamento de uma clusterização dinâmica. Como complemento foram também desenvolvidas missões empresariais que possibilitaram uma projeção internacional do trabalho realizado bem como o estabelecimento de rede de contatos e de troca de know how.

Conheça alguns dos resultados/estudos setoriais resultantes desde Projeto:

ESTUDO BIOTECNOLOGIA

Estudo Setorial Clean Tech

Estudo Setorial Digital Media

Estudo Setorial Nanotecnologia