Notícias

TAGUSVALLEY defende literacia digital na Educação

26 de Novembro de 2018

Na passada quarta-feira, dia 21 de novembro, pelas 15h00, no edifício do INOV.POINT, decorreu uma sessão de sensibilização para a importância de promover a Literacia Digital na Educação como uma das competências essenciais para a vida activa do futuro.

TAGUSVALLEY defende literacia digital na Educação

Pedro Guedes de Oliveira coordenador da entidade responsável pela iniciativa nacional em Competências Digitais e.2030, Portugal INCoDe. 2030, partilhou com os presentes os seus objectivos de forma a inspirar o Médio Tejo a desenvolver uma política Educativa que apoie a preparação de uma sociedade orientada para o futuro.

“Uma responsabilidade não exclusiva do programa Nacional mas sim uma responsabilidade de todos”, iniciou o coordenador da Iniciativa Nacional do INCoDe 2030.

“Portugal está abaixo das médias Europeias mas o crescimento que tem registado é significativo, e permite aspirar à concretização dos objectivos do programa até 2030”, finalizou o mesmo.

Pedro Saraiva, director executivo do TAGUSVALLEY, iniciou a sua apresentação questionando os presentes: -“Acham que os nossos alunos estão preparados para as profissões do futuro?”

Numa sessão onde as Competências Digitais eram o foco Pedro Saraiva procurou despertar a atenção dos presentes para a importância de, por um lado, preparar os estudantes com as melhores ferramentas para poderem ter sucesso na sua futura vida activa e, por outro, criar as condições para que a região possa responder à crescente procura e necessidade de quadros com competências na area digital para apoiar a sua fixação na região e atrair novas empresas para o território.

Promover a literacia digital e contrariar os processos de infoexclusão, estimular a criatividade e o trabalho de equipa, promover o ambiente de interajuda e de transmissão de conhecimento mútuo e estimular a aprendizagem de linguagens informáticas são os principais objectivos da política nacional para as competências digitais, nas quais o TAGUSVALLEY procura com esta iniciativa criar as bases e contribuir para a sua concretização.

José Brizida, Co-Founder & Rainmaker Mosca Digital, licenciado em Comunicação Empresarial na ESTA, Escola Superior de Tecnologia de Abrantes, falou-nos do seu percurso desde o término da licenciatura até

aos dias de hoje, frisando a necessidade de adquirir novas valências na área digital.

“Tenho uma agência com um ano em que tentamos fazer marketing digital de uma forma criativa”.

Questionado pelos presentes sobre o porquê da criação da Marcelfie, o mesmo refere que sabia que não ganharia monetariamente com esta app, no entanto, o objetivo era “conquistar espaço no mercado”.

A Marcelfie não podia ter faltado ao evento e como tal os nossos convidados já tiraram um selfie com o nosso presidente da República.

Estimular a aprendizagem de competências digitais em idade precoce garante uma maior predisposição para novos desafios referentes às profissões do futuro.

A iniciativa do TAGUSVALLEY teve como principal objetivo sensibilizar os municípios e comunidade educativa do Médio Tejo para a necessidade de implementar um programa de caracter universal que estimule a literacia digital na Educação.

Terminamos o evento desafiando os professores, directores/ representantes dos agrupamentos e municípios a testarem uma das ferramentas Scratch desenvolvida pelo MIT - Massachusetts Institute of Technology, presente no programa do TAGUSVALLEY, para desafiar as suas próprias competências digitais.

É uma missão nacional que a todos nos envolve no Médio Tejo.